Síndrome rara – “Diagnóstico não é destino”

Síndrome rara – “Diagnóstico não é destino”

“O amor é uma construção”. Leila Donária, mãe atípica de Gabriel e adotiva de uma menina, é a prova de que a maternidade supera tudo porque ressignifica e transforma muita coisa todo dia – passando bem longe da romantização de que mãe é uma super-heroína. Matéria da Revista Pais&Filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *